sexta-feira, 1 de outubro de 2010


Bolha de sabão é que nem silêncio:
a gente pode dizer que não existe.
É uma das coisas mais bonitas do mundo:
colorida de todas as cores do arco-íris,
toda redonda, voando livre, leve e alto.
João disse (sem falar) pro menino:
a vida da gente pode ser uma bolha de sabão
(...)
Se a gente aprende a ser colorido,
a voar livre, leve e alto até explodir bonito,
sem muito barulho,
deixando no ar uma gotinha de saudade.

Luiz Raul Machado
(In João Teimoso) 

10 comentários:

Alan Gleidson disse...

CONCORDO REDONDAMENTE...

Gerusa Leal disse...

Belas e poéticas imagens.

DUDA disse...

O blog voltou danasquinho. Vai firme irmão, em todas as áreas. Arrebenta também nos concursos. Vamos comemorar a tua aprovação. O blog tá arretado e esta poesia do caralho. Quem dera um dia eu crescesse e virasse um bolha de sabão. Abração meu irmão. Deixa passar essa greve de merda, que eu estou me fudendo total. Cuidar da saúde de novo, deveria ser sempre, e vamos embora.
Domingos Duda Sávio

Poeta Carlos Maia disse...

Alan Gleidson:

Obrigado por sua visita! Volte sempre!!!!

Poeta Carlos Maia disse...

Gerusa, grande Gerusa, beijo grande minha linda! E obrigado pelo comentário!

Poeta Carlos Maia disse...

Duda, my brother dos brothers!!!!
Tá ok, dogmático, eu espero, como vc já tá cansado de saber: eu não tenho pressa!!! (rsrsrsrs....)

Luna Freire disse...

Poeta,
estamos realizando, na sexta-feira, 22 de outubro, um encontro de poetas na Biblioteca Popular do Coque.
O evento encerra a II Semana Contos e Encantos, que este ano traz o tema Carrossel de Poesias. Gostaríamos muito de contar com tua presença. Manda uma confirmação pro meu e-mail: bianasl@bol.com.br

Flor ♥ disse...

Este poema é de uma ternura linda, linda...

Beijos, boa semana, obrigada pelo carinho!

Cgurgel disse...

diga poeta!!
por aqui, nosso reencontro!
parabenizo pelo mosaico poético que formulas.
e Recife?
deixo meu mais novo blog:
http://vocabulariodaraca.wordpress.com

abração
Cgurgel

Luciana Cavalcanti disse...

Lindíssimo poema! Bela imagem! Tuas escolhas sempre nos enchem de afeto e luz...

Paz e Bem! Axé! Lú